LOBOS

Sou, na verdade, o Lobo da Estepe, como me digo tantas vezes – aquele animal extraviado que não encontra abrigo nem na alegria nem alimento num mundo que lhe é estranho e incompreensível

Herman Hesse

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

DA HISTÓRIA E DA VIDA




A IRMÃ DO BELMIRO

(Joaquim Vassalo Abreu, 29/11/2017)


Soube que a irmã mais velha de Belmiro de Azevedo morreu esta quarta feira no Instituto de Oncologia do Porto, vítima de doença prolongada. Ninguém falou dela…
Nos poucos momentos que vejo TV, por exemplo ainda há pouco à hora do jantar, correndo os canais, só via individualidades comentarem os grandes méritos de Belmiro, que não contesto que alguns tenha, mas da sua irmã nem uma palavra. Desconheço se os tinha ou não mas, para Mulher, de certeza que os tinha.
A morte é a mais solitária e conclusiva das coisas da vida e, perante ela, somos todos iguais. Porque, perante ela, ao recordarem-se méritos e percursos de vida, deixamos de o ser, inapelavelmente deixamos de o ser. Assim como que a vida fosse uma coisa etérea que se desvanece no seu fim e, lembrando apenas alguns, faça com que a própria vida se torne mais pequena.
Da esposa de Belmiro, por exemplo, alguém alguma vez disse uma palavra? Se por detrás de um grande homem, como se diz, está sempre uma grande Mulher, que seria do Belmiro sem ela? E sem a sua Irmã e Família, já agora? Na morte tudo se relativiza e qualquer elogio fúnebre é circunstancial porque, quer queiramos quer não, de repente tudo se desvanece e dos chamados de importantes restará uma estátua ou nome de rua, mas só enquanto o tempo, esse terrível ofuscador da memória, não tratar de os mudar.
A Irmã do Belmiro ficará incógnita e sem estátua ou nome de rua. Mas eu não sei, e nunca saberei, quem foi mais importante, ou melhor, quem realizou melhor a sua vida, enquanto passageiro num determinado tempo do infinito, que é o que nós somos.
E nessa passagem ínfima pelo tempo nascemos como nascemos e somos destinatários de uma missão: continuar a Vida, neste caso na Terra, para que o futuro seja assegurado pela continuidade das gentes. Gentes que, nesse ligeiro entretanto, cumprem o seu papel essencial: o de assegurar essa continuidade.
Neste contexto a Mulher claramente que tem um soberano papel mas, como se diz, dela não reza a História, salvo pequenas excepções. A História fala de conquistadores, por exemplo. Mas o que são ou foram os conquistadores? Conquistaram o quê? Ocuparam pela força terras de outros, muitas vezes matando indiscriminadamente milhões de seres seus donos, foi o que foi! Usurparam foi o que foi! Em nome de quê? Do poder do mais forte. São os que na História pelos seus grandes feitos na mesma aparecem em letras douradas. Por tenebrosos feitos…
A História fala também dos descobridores. Mas que descobriram eles? O que não sabiam que existia! Mas que existia e, não sendo terras virgem, inóspitas ou desertas, eram ocupadas por Gente! Gente que das Mulheres saiu…Gente que nelas vivia, delas vivia e delas tratava…E tratava da sua continuidade!
E ocuparam, como sempre fizeram, fazendo dos donos e nativos dessas terras seus escravos…Porquê? Porque era gente inferior e sem as suas culturas…Esses são os donos da História, os que descobriram, conquistaram e submeteram para glória de um qualquer poder, abusivo e iníquo poder.
A História desenvolveu-se como se desenvolveu e aqueles que realmente descobriram e inovaram, os cientistas por exemplo, nunca foram donos das suas descobertas: foram sempre os seus poderosos amos. Os que descobriram os iões, o nuclear, as fusões, e tanta coisa mais, vendo nisso um progresso para a sua Humanidade e para seu bem, viram essas mesmas descobertas confiscadas para usos militares que, qual roda da vida, se viriam a virar contra eles próprios no uso de armamentos para o seu próprio fim…Como os milhares de trabalhadores que fazem de pessoas como Belmiro e outros conquistadores pessoas poderosas, desses poderes nunca viram qualquer homenagem nem tributo.
Belmiro! O que fez Belmiro? Fez o que tantos e tantos outros ao longo dos tempos fizeram: criaram poder! Mas só se conquista poder ocupando! Tomando! Ganhando! Trocando! A vida evolui e foi evoluindo ao longo dos tempos independentemente dos seus actores. Esses nascem, vivem e morrem como todos os outros. A sua vida é efémera como a de todos. Não fosse ele seria outro. O que resta é apenas um simples pormenor: foi decente? Foi justo? Foi boa pessoa? Contribuiu com o seu crescente aumento de poder para mais justiça e compromisso e dele evoluir da História? Ou apenas enriqueceu os seus?
Mas a Irmã que, ao que parece, faleceu no mesmo dia! Nisso tornaram-se iguais! Terá sido também assim importante? Não parece, pelo menos pelas aparências. Mas de certeza que o foi, como na grande generalidade é qualquer Mulher!
Mas dela não reza a História como, fatalmente, dentro de um mísero tempo, do Belmiro não rezará.
É da vida, é da História. Mas dela, a Mulher, é e sempre será o começo e o fim de tudo!
PS: A primeira e única vez que vi Belmiro de Azevedo foi no Hospital da Boavista esperando fazer um exame nuclear (estou a falar de 2011), tal como a minha falecida esposa. Sentado numa cadeira esperando tal como nós…
Durou mais seis meses, apesar de todo o seu poder…


A ESTÁTUA DE SAL

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Mestre de OBRA



FORNASETTI: IRREVERENTE, PROVOCATIVO E PÓS-MODERNO

OPINIÃO

Não há professores. Cada professor é um professor

A grande vitória da Fenprof e dos Mários Nogueiras desta vida foi terem conseguido transformar um grupo de indivíduos heterogéneos num conjunto compacto de funcionários públicos, onde excelência e mediocridade são amalgamadas em nome dos “direitos da classe”.

Eu sou um produto, para o bem e para o mal, da escola e da universidade públicas. Nunca andei em instituições privadas. Três dos meus quatro filhos frequentam a escola pública, e a mais nova só não frequenta porque ainda tem cinco anos. Há razões financeiras para esta escolha, pois os filhos são muitos, mas há sobretudo razões de princípio: acredito na importância do ensino público; frequentei-o numa época em que era menos exigente do que hoje e não me dei mal; prefiro que os meus filhos cresçam longe das bolhas elitistas (sem desprimor) que são os melhores colégios privados; acho até que certas limitações próprias da escola pública têm vantagens em termos de autonomia e de resiliência (se os pais desempenharem bem o seu papel); e prefiro investir o dinheiro que poupo na mensalidade dos colégios em actividades extracurriculares, ou a viajar com os miúdos para fora do país nas férias do Verão ou da Páscoa, para ganharem mundo.
Eu! A OLHAR para 1 PALÁCIO
Este primeiro parágrafo serve dois objectivos: demonstrar que sei do que falo quando falo da escola pública, e tentar afastar o preconceito de que critico Mário Nogueira, os sindicatos ou certos privilégios da classe estou a atacar cada professor em particular. Deixem-me ser claro quanto a isto, correndo o risco de parecer foleiro: não há mais belo, nem mais nobre trabalho do que o de professor. De nenhuma outra profissão tanta gente algum dia disse “graças a ele, a minha vida mudou” ou “nas suas aulas, descobri a minha vocação”. Tive professores extraordinários, tal como os meus filhos tiveram professores extraordinários. Mas, como é óbvio, também existe o outro lado: tive péssimos professores, tal como os meus filhos já tiveram péssimos professores.
Há décadas que se reconhece a importância de tentar distinguir uns dos outros, para que os extraordinários possam ser devidamente premiados, e os péssimos necessariamente penalizados. Há décadas que esse exercício é um fracasso. Continuamos a alimentar este paradoxo: os professores são a corporação mais poderosa do país, embora poucas profissões estejam tão radicalmente dependentes do carisma individual de quem a exerce. Ser professor é estar sozinho, durante infindáveis minutos, à frente de uma plateia heterogénea e resmungona, que necessita de ser diariamente conquistada. Não existe, nem nunca existiu, essa entidade abstracta chamada “os professores” – existem dezenas de milhares de indivíduos a desempenhar uma função singular e complexa, que de forma alguma podem ser confundidos com um grupo profissional homogéneo, como se fossem mineiros, estivadores ou trabalhadores numa linha de montagem.
A grande vitória da Fenprof e dos Mários Nogueiras desta vida foi terem conseguido transformar um grupo de indivíduos heterogéneos num conjunto compacto de funcionários públicos, onde excelência e mediocridade são amalgamadas em nome dos “direitos da classe”. Sendo o papel do mérito mínimo em termos de progressão na carreira, o professor de treta tem boas probabilidades de estar a ganhar o mesmo do professor extraordinário ao fim de 30 anos de ensino. E sabem o que é mais ridículo? É que toda a comunidade escolar – pais, alunos, professores, funcionários – sabe perfeitamente distinguir um do outro. Podiam até apontá-los a dedo. Só que apontar a dedo é feio, e os sindicatos, lamentavelmente, preferem desde sempre a protecção dos professores medíocres à valorização daqueles que ainda hoje marcam a vida dos seus alunos.
João Miguel Tavares

Edgar Allan Poe (1809-1849)
“O único meio de conservar a liberdade do homem é estar sempre disposto a morrer por ela”.





sexta-feira, 17 de novembro de 2017

ABERRAÇÕES de BÁRBAROS da ERA MODERNA & BESTAS HUMANAS


  PORTUGAL

DEFINHANDO

((Por Joseph Praetorius,17/11/2017)

 

 

 

Christian Zucconi: O EXPLÍCITO NA ARTE

O valor da vida

(Não posso deixar de sublinhar que este texto é uma água-forte em traço fino do país que somos e do muito do que nele se está a passar. Uma descrição naturalista e impiedosa do que está mal e do mau futuro que iremos legar aos nossos vindouros. Sim, é isso sim, Portugal definha, e já aceitamos colectivamente como normal um estado larvar de indiferença e de acomodação. E não me venham falar das falhas do Estado – que as tem e muitas -, não, a falha é de todos nós e da nossa incapacidade de nos indignarmos e alterarmos o estado de coisas.
Estátua de Sal, 18/11/2017)

Uma catástrofe está em curso. Pior que um incêndio. Com mais baixas que um grande terramoto.

O desalojamento dos velhos pelos despejos determinados na celerada lei Cristas avoluma-se. E parece configurar verdadeira política de genocídio.

Gente de classe média com “reformas boas” de uns vagos mil euros está a perder as casas. Uma onda de especulação imobiliária assente na vinda de reformados de outros sítios e na liberalização da disciplina dos alojamentos precários para turistas, excluirá de Lisboa a população originária que ainda lhe resta, já reduzida ao escasso número de habitantes que aqui havia no séc. XVIII e em perspectiva de nova redução. Brutal, desta vez.

Antes exurbanizou-se a população jovem que não teve – e continua a não ter – dinheiro para se alojar na cidade onde cresceu. E agora excluem-se os velhos. Com violência. Mas a inteira população foi condenada ao nomadismo.

De cinco em cinco anos, os arrendatários devem mudar de casa, a menos que a indulgência do senhorio os autorize a ficar. Recordo o modo como no Código de Seabra se referia o despejo. Despedimento do inquilino, dizia a lei. Esta desproporcionada relevância social do senhorio quis restabelecer-se, em detrimento de qualquer igualdade contratual, mas, sobretudo, em detrimento da igualdade social. Tenho dificuldade em classificar a perversa e patentíssima intenção que a isto subjaz. A aquisição de casa própria parece ser a melhor solução para os mais novos, mas os baixos salários, os divórcios e a instabilidade laboral deixarão muitos dos devedores bancários em situação próxima, a curto ou médio prazo.

As lojas históricas também desaparecem. (Mais desemprego, portanto). As fachadas mudam. As cidades descaracterizam-se. Lembro a Cunha do Porto, onde sempre vou quando estou na Cidade e recebeu entretanto a notificação para libertar as instalações em que é locatária.

Talvez as coisas se mascarem com a presença de ingleses, franceses e alemães. Mas não por muito tempo, porque a relação com eles ficou completamente viciada. Vão ser olhados pelo contraste com a miséria dos autóctones. Causa da subida de preços e, portanto, condição de agravamento da miséria. Isso acabará por influir na próprias decisões de continuação da presença aqui.

E esta miséria, claro, é já expressão da política dos últimos quarenta anos em que os antecessores da Cristas se obstinaram na política de precarização das condições de trabalho e baixos salários, baixas qualificações e desigualdade intencionalmente cultivada. O resultado é que os jovens de trinta anos de há quarenta anos atrás são hoje velhos de setenta e descobrem-se mais pobres do que sempre foram.

Os suicídios são em rajada.

A assistência médica e hospitalar vem condicionada por restrições administrativas que parecem imbecilizar os corpos clínicos, porque os médicos lamentam a sorte dos doentes em conversa privada, mas mostram-se incapazes de protesto eficaz. A minha desconfiança relativamente a oncologia, por exemplo, é coisa que não consigo descrever.

E mesmo entre juristas não se vê quem consiga reagir. Nas faculdades de Direito o clima é pouco menos que sórdido. Quem quer que tenha frequentado uma faculdade (mesmo de Direito) não consegue reconhecer ali nada do que possa caracterizar a juventude universitária. No fim do curso, os mais classificados serão, como têm sido, contratados pelas “grandes sociedades” que os porão a fazer minutas de cobrança por dez anos, altura em que os despedirão para contratarem mais novos a quem acontecerá o mesmo e perderão, como todos, qualidades e aptidões em cada mês que ali estiverem. Não há nada pior no curriculum de um jovem advogado do que a permanência, ou estágio, num desses sítios.

O Direito, instrumento de preservação racional do que não deve ser forçado a impor-se outra vez pela revolução, esse Direito, parece ter perdido todos os cultores e boa parte das testemunhas da sua existência.

A vida quotidiana é uma colecção de ausências.

A esquerda deixou de existir, havendo uma “esquerda oficial” a dizer banalidades, convocando protestos com fórmulas gerais – e bastante administrativas – por objecto.

E este é um dos países de clima mais ameno da Europa, sendo em todo o caso aquele onde mais se morre de frio na Europa. E de calor, também. Tem uma das taxas mais elevadas de suicídios da Europa – se acaso não for a mais elevada.

As generalidades da pretensa esquerda, face aos crimes da pretensa direita, parecem-me um crime mais. Da ICAR, habilíssima na caça aos subsídios estatais para o “combate à pobreza” nem quero falar, para que a minha indisposição não cresça.

Olho a execranda Cristas. E escandalizo-me. É o ícone da besta – para usar a classificação do Eça – que se imagina “de direita”, como se o nada pudesse ser alguma coisa. Uma caricatura. De rusticidade insuportável. A tal ponto que instrumentaliza e ostenta social e politicamente o número de vezes que pariu. Possa a defecção imprescindivel poupar tais crianças… O inteiro sistema está cheio destes fenómenos. Rãs que não conseguindo fazerem-se bois, lograram obter o estatuto correspondente por via administrativa. Mas atreladas em junta não fazem andar o carro. A fábula de La Fontaine tem de ser revista.

Uma multidão de velhos está a ser e vai continuar a ser despejada. Mesmo no inverno. Porque a criminosa Lei Cristas assim determina. Imagino a pilhagem, na rua, aos móveis dessa pobre gente – alguns ainda manufacturados em madeiras maciças vindas de África – intuo o desespero e o desgosto com que se desfarão das poucas joias de família na tentativa de sobrevivência imediata.

E aí estão eles. Depois de uma vida de trabalho. Completamente despojados de qualquer dignidade pessoal. Com o coro de fundo – já atenuado, embora – a dizer-lhes que vivem acima das suas possibilidades. E porventura sim, porque lhes não resta senão a impossibilidade de vida. Por isso se matam com frequência, aliás. Não será?

Pergunto-me, por tudo, que coisa os impede de morrerem matando. E todos os homens com setenta anos tiveram treino militar.

As Cristas – e correspondentes capões de alma, com as aberrações equiparáveis – gritarão “populismo”, “demagogia” e “crime de ódio” diante de enunciações como estas. Mas são estas coisas que têm de discutir-se. Porque são estas coisas que têm de resolver-se. Imediatamente, aliás.

E a vida das Cristas desta terra não pode valer mais do que o insultante valor atribuído à vida de um velho despejado, depois de quarenta ou cinquenta anos de trabalho pelo qual se sustentou honestamente, pagou impostos e contribuiu para a vida da comunidade.

Esta equivalência elementar não está a ser ponderada na sua gritante evidência.

 

 

TRAMPA-PÁGINA dois da IMBECILIDADE



1

Trump quer caçadores de elefantes a exibirem "troféus" nos EUA

 

Governo Trump derruba decisão de Obama e libera importação de troféus de caça de elefantes

Novo regulamento é valido para o Zimbábue e a Zâmbia, países agora com autorização. Filhos de Trump já foram amplamente criticados por fotos em suas caças desportivas nas redes sociais. 

 

 



Filhos da trumpA!

Eric e Don Jr. foram retratados posando com numerosos animais mortos, incluindo várias criaturas ameaçadas de extinção, como um leopardo, um elefante, um crocodilo e um búfalo do búfalo do Cabo.

 Elefantes aparecem mortos no parque nacional de Hwange, no Zimbábue, em foto de 2015 (Foto: Stringer/Reuters) 
2

Denúncia nas redes sociais salva égua à beira da morte em Sintra

O animal foi resgatado em muito mau estado, mas já estará a ser devidamente acompanhado com a esperança de que consiga recuperar.

 

 3

Javali vivo é empurrado de encosta por montanhistas

 

 Sete montanhistas rodeiam um javali vivo e tentam assustá-lo com uma vara, enquanto um oitavo grava a cena com o telemóvel. E chega o momento em que o grupo decide empurrar o animal, fazendo-o resvalar pela encosta.

4

Austrália 

Galinhas cozidas vivas em Matadouro

https://www.jn.pt/mundo/interior/galinhas-eram-cozidas-vivas-em-matadouro-no-processo-de-abate-8921336.html

 

CÓDIGO de ÉTICA dos ÍNDIOS NORTE-AMERICANOS

 

Existe uma relação de respeito e reverência com a natureza, pois o poder espiritual está dissolvido no mundo, e os espíritos sagrados podem ser encontrados no vento, na água, na terra, nas plantas e nos animais.

Mesmo assim, as mais diferentes tribos possuem uma série de rituais religiosos específicos, de grande beleza apesar da pouca complexidade, cuja finalidade é aceder e aproveitar as poderosas forças sobrenaturais espalhadas pela criação.
Uma visão mais psicológica desta interacção com o mundo espiritual que pode ser praticada de forma exclusivamente individual é conhecida actualmente como a Medicina dos Animais, um processo psíquico que consiste numa tomada de consciência que pode dar origem a efeitos transformadores nas esferas do comportamento, do sentimento e do pensamento.

Para a perspectiva espiritual dos mais diversos povos nativos americanos, todos os animais possuem um simbolismo, ou seja, representam alguma qualidade universal e humana. A aranha, com sua arte de tecer teias belíssimas e resistentes, representa a criatividade. As formigas, com seu árduo e ininterrupto trabalho e determinação, representam paciência e persistência.


 http://www.sgi.org.br/pt/saude/a-medicina-dos-animais-e-os-indigenas-americanos/

 


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

DEMASIADO TARDE



Aviso dos cientistas à Humanidade: "Em breve será demasiado tarde"

 

 

 

Mais de 15.000 cientistas de 184 países advertiram hoje para os riscos de desestabilização do planeta, por falta de acções para preservar o meio ambiente e os ecossistemas.

 estufa são questões que estão todas "no vermelho", sendo que as medidas para as mitigar tomadas desde 1992 são dececionantes, com exceção das destinadas a estabilizar a camada do ozono.

 

 

A advertência surge 25 anos depois de um primeiro aviso de uma maioria de laureados com o prémio Nobel, que em 1992 emitiu um 'Aviso dos Cientistas do Mundo para a Humanidade', no qual se dizia que o impacto das actividades humanas na natureza iria provavelmente levar a "um grande sofrimento humano" e "mutilaria o planeta de forma irremediável".

Agora, no que chamam de "segundo aviso", os cientistas dizem que a disponibilidade de água potável, a desflorestação, a diminuição do número de mamíferos, e as emissões de gases com efeito de estufa são questões que estão todas "no vermelho", sendo que as medidas para as mitigar tomadas desde 1992 são decepcionantes, com excepção das destinadas a estabilizar a camada do ozono.

"A humanidade não está a fazer o que deve ser feito urgentemente para salvaguardar a biosfera ameaçada", dizem os cientistas no aviso hoje publicado na revista BioScience.
Thomas Newsom, professor universitário australiano e um dos autores da declaração, diz que os subscritores avaliaram a evolução da situação nas últimas duas décadas e as respostas humanas, com base nos dados oficiais existentes.
"Em breve será demasiado tarde para reverter esta tendência perigosa", disse.
Os cientistas estimam que a grande maioria das ameaças já identificadas subsistem e "a maior parte" até se agravou, e salientam que ainda é possível reverter essas tendências para que os ecossistemas recuperem a sustentabilidade.
Após 25 anos , diz-se no documento, a quantidade de água potável disponível por pessoa em todo o mundo diminuiu 26% e o número de zonas mortas nos oceanos aumentou em 75%.
O apelo alerta também para a perda de quase 120,4 milhões de hectares de floresta, convertidos na maior parte em terrenos agrícolas, e para um aumento acentuado das emissões de dióxido de carbono e da temperatura média do planeta.
Apontando o aumento da população mundial em 35% e uma redução de 29% do número de mamíferos, répteis, anfíbios, aves e peixes, os cientistas recomendam a criação de reservas naturais terrestres e marinhas, leis mais fortes contra a caça furtiva e mais restrições ao comércio de produtos da vida selvagem.

 

sábado, 11 de novembro de 2017

A NOITE dos FANTASMAS-ÓLHA à PÁTRIA


SOPHIA SEXUAL




Há destinos FATALISTAS, ALMAS por mais que tentem, ficam sempre um bocadinho mais aquém. Só em SONHOS tornamos o mundo perfeito.
Ou como diriam os ANCESTRAIS-" AINDA não saíste duma já te estás a meter noutra".
Tenho impressão que além de pouca  INTELIGÊNCIA , os acontecimentos na vida de certos indivíduos pautam-se pela PRECIPITAÇÃO e muito pouca reflexão.
Andamos de certa forma (TODOS) de cabeça no AR. O Cérebro dos humanos, está muito longe de poder absorver tamanhas doses de informação, ACONTECIMENTOS, DEVOÇÕES, OBRIGAÇÕES e esta tem a ver com FIDELIDADES - OBRIGATORIEDADE de dar a MÃO ao "POBREZINHO" . Servirá também  aos"FIÉIS"devotos de qualquer sistema ou personagem muito IMPORTANTE de um determinado panorama CULTURAL ou POLÍTICO.  JÁ ASSISTI A METAMORFOSES EM PESSOAS DE BEM, QUE SERIAM IMPENSÁVEIS na realidade e nas aparências do diariamente. DESLIGADAS DA HONRA E DA COMPOSTURA, QUE ESSA GENTE NÃO SÓ PELA IDADE QUE TÊM, MAS TAMBÉM PELO valor conquistado a pulso no percurso profissional. 
Perante o SERVILISMO e BEIJA-MÃO, para adquirirem vantagens e estatuto social, perdem a razão e sujam a o passado.
Vem toda esta conversa depois de mais uma polémica causada por um determinado JANTAR no sítio menos indicado.
JÁ prestaram contas à justiça  por assuntos de menor gravidade, os aspirantes do além.
São os casos de GRUPOS mais ou menos ligados ao OCULTISMO que nos cemitérios em noites escuras  e em redor de círculos perfeitos decoram o chão com  FRANGOS MORTOS, maçãs podres ,,, orando  com umas cantilenas ao ANJO do MAL.

Temos assunto por mais uma semaninha senão vier outro a substitui-lo. 
Não gostando de cheirar "POLÍTICOS" ou te-los por perto, desta vez, estou com uma certa "PENA" das personagens deste GOVERNO ARMADO por muitas sensibilidades e VERTENTES MULTICOLORES. 
Numa panada só,CALARAM de vez a OPOSIÇÃO esquerdista  e a de DIREITA. Os  sindicatos deixaram de apresentar trabalho, ou quando o fazem limitam-se a umas cecegazinhas para manterem as aparências de AGITADORES PROFISSIONAIS . Cada vez que dão uma cavadela , MINHOCA!
De momento foi o tal jantar das "ASSOMBRAÇÕES".
Falta sempre um bocadinho ou chegam atrasados. Depois tentam remendar,,, quando o buraco,  já está enorme e não tem solução.

-UM BOCADINHO ASSIM!...



Conheço há muitos anos,  um VULTO da cultura , que sofre da mesma doença, fica sempre aquém da genialidade, por um BOCADINHO ASSIM, ou então só se lembra da obra suprema, quando apresentou a falhada. 
Acontecimento após acontecimento, esta AVE RARA, nunca consegue acertar no centro do ALVO do BRILHANTISMO.
...
Existe HOJE um certo paralelismo com o sistema que nos comanda. Aquele grande ENCONTRO de cérebros milionários, da nova geração de GÉNIOS INFORMAIS ... Debitando de  maneira descontraída as novas revoluções TECNOLÓGICAS. 
Achei curioso e fiquei maravilhado, quando vi um tipo de calças de ganga, T-SCHIRT e sapatilhas, abraçando os nossos dirigentes, estes TRAJANDO também da tal forma informal, sem a bendita GRAVATA que serve de escudo contra todas as conspirações-DESLUMBRANTE, porque tenho a certeza que as aparÊncias não terão nada a ver com as virtudes dos indivíduos. Virtudes e safadices. 
Mas reter a atenção de uns milhares no AUDITÓRIO,,,é OBRA. E de sapatilhas...estamos no "PONTO", que há muito defendo.

TELEMÓVEIS nas salas de AULA,,, JÁAAA! ACOMPANHADOS por TABLETES e sanduiches de PRESUNTO.


Desta forma e depois deste exemplo INFORMALISTA, já me poderei defender , quando nas  me apresento perante os alunos de lenço na cabeça e CAP (CÁPI!), como os miúdos do sétimo me puseram em sentido(-PROFESSOR  tem um CAP muita giro (! ?) Ké isso KÉPPI?- DAAAAA!!! CAPPY é CAP!...BONÉ Daaaa!) . Que jovem IRLANDÊS, a comandar um AUDITÓRIO  absorvidos  pela rectórica de um MUNDO NOVO FUTURISTA e de maquinetas à PROVA de BALA. 

Não percebo nada de TECNOLOGIA, entendo a evolução acelerada que ela trouxe à actual civilização  e por adição,  a destruição e servilismo das  mentes das novas gerações.
O objectivo inatacável, evolução e poupança de energia e  do tão precioso tempo. 
O REVERSO da MEDALHA toma forma, algures em gráficos reveladores do aumento do 
 DESEMPREGO,VIOLÊNCIA GRATUITA, APATIA, DESCONHECIMENTO de valores básicos e CANSAÇO logo pela manhã ao levantar.  Destruição dos tais FACTORES importantes para o relacionamento dos humanos consigo mesmos e com a NATUREZA ENVOLVENTE.





SOPHIA
SEXUAL


...Até neste ponto acertaram, as novas TECNOLOGIAS e os seus GÉNIOS PROPULSORES. Terminaram em BANQUETE, numa noite de LUA CHEIA no epicentro dos grandes génios da cultura e do LAZER, PORTUGUESES de "FRAQUE", engravatados mesmo o tal das sapatilhas. Outros já se tinham realizado no mesmo local, sem o alarido que nos vai inundar a existência nos próximos dias.
 Lá para os lados do PANTEÃO. Lugar já meu conhecido, mas no exterior- a célebre  FEIRA da LADRA. Nunca passaria na cabeça de ninguém (NORMAL) supunha eu. Organizar um BANQUETE de GALA no Cemitério do Alto de São João. Mas aconteceu num lugar que por decreto,  pelos vistos, é LEGAL.
...
Pelo meu amigo , sinto afinidade e respeito. A sua insatisfação deita-o abaixo. Penso que o  trabalho que faz  é superior à mediania do que para aí se vê. Mas a sua infelicidade  é permanente, porque falta (FALTOU) sempre um bocadinho, diz ele.
Por todas estas personagens do sistema que nos comanda, abano a cabeça e sorrio-não acertam uma.

INCÊNDIOS, DEPOIS DE QUASE TUDO ARDIDO E COM UMA CENTENA E POUCO DE VÍTIMAS, ANTES DO ESQUECIMENTO, OS CONTRATOS MILIONÁRIOS COM AS EMPRESAS DO NEGÓCIO DOS FOGOS.

Incêndios: Primeiro-ministro convicto de que metas do défice não estão em causa


LEGIONELLA, DEPOIS DE VILA FRANCA, NOVAMENTE OS MESMOS ERROS E  UMA MÃO CHEIA DE MORTOS-ACELERAM-SE SOLUÇÕES, ATÉ AO ESQUECIMENTO. OS HOSPITAIS ESTÃO ULTRAPASSADOS, VAMOS FAZER UM GRANDE HOSPITAL NOVO.
RESPONSÁVEIS! NÃO HÁ, FOI AZAR.

Ministro vai criar sanções para a falta de qualidade do ar


Legionella: Interrupção de velórios resultou de "coisas imprevisíveis"Ministra da justiça

ASSALTOS A MULTIBANCOS, JÁ LHE PERDI A CONTA, MAS TENHO QUASE A CERTEZA A QUE A PJ, IRÁ APRESENTAR TRABALHO MUITO BREVEMENTE.
O ÚLTIMO TORNOU-SE UM ESPECTÁCULO DIGNO DE FILME, O PESSOAL DOS PRÉDIOS VEIO ASSISTIR CALMAMENTE À SAÍDA DOS MELIANTES QUE CALMAMENTE TAMBÉM ABRIRAM A CAIXA DO CARRO DE ALTA CILINDRADA E CALMAMENTE DESPEDIRAM-SE E VAMOS LÁ PARA A PRÓXIMA.





JARDIM DE SANTA CATARINA, UM LOCAL MÁGICO BEM CONHECIDO (foi aqui por perto que vivi o meu primeiro ano de Lisboa, 1976, O mirrador PARA O GRANDE tejo), NAS BARBAS do ADAMASTOR ASSISTIMOS QUASE EM DIRECTO a SOCOS NA CABEÇA DO ESTADO, PEQUENINO, INDEFESO, ACORRENTADO, SEM POSSIBILIDADE DE RECORRER ao ARMAMENTO, JOELHADA, SOCO NA NOSSA SEGURANÇA, ESTIVEMOS ALI TODOS REPRESENTADOS, SENTIMOS AS PANCADAS em NOSSAS  CABEÇAS , a DOR INUNDOU-NOS a TODOS os que AINDA TÊM CONSCIÊNCIA, SÃO DO TEMPO,  no qual a AUTORIDADE FOI SOBERANA.
AINDA ESTOU DORIDO, PESAROSO e COM a ESPERANÇA nos MAIS BAIXOS NÍVEIS DE SEMPRE.

PSP abre inquérito a agressão de polícia em Lisboa

 

Vídeo mostra polícia a ser agredido. Sindicato exige penas mais pesadas

...


BRINDEMOS ENTRE TÚMULOS PARA QUE A MÃE NATUREZA PONHA ESTA GENTE NO CAMINHO CERTO, QUANDO CHEGAREM AO FIM AS ÚLTIMAS POÇAS DE ÁGUA NAS BARRAGENS E NOS FUROS NACIONAIS, TALVEZ ENTENDAM QUE TERÃO QUE BRINDAR COM OS COPOS VAZIOS. Ou com derradeiras garrafas de CHAMPANHE FRANCÊS.
AS BONECAS INSUFLÁVEIS PERDERÃO O AR E TORNAR-SE-ÃO LIXO RADIOACTIVO.
A ÁGUA SERÁ MOTIVO DE GRANDES DISPUTAS E GUERRAS NO PLANETA. NESSE DIA DESCOBRIRÃO QUE O DINHEIRO e a TECNOLOGIA ...NÃO SERVIRÃO PARA BEBER NEM COMER. Mas SIM para CONTROLAR E DESTRUIR AS CONSCIÊNCIAS,  TORNANDO AS NOVAS GERAÇÕES INCAPAZES DE AMAR. 

CHEGOU O TEMPO DA DESTRUIÇÃO FINAL e das BONECAS INSUFLÁVEIS. QUE FALAM e GUINCHAM de PRAZER FICCIONADO.  
COM ODOR a borracha LATEX...



CAMÕES
SOPHIA




AMÁLIA E COMPANHIA, DERAM VOLTAS NO SARCÓFAGO, PORQUE ESTANDO LÁ , NÃO FORAM CONVIDADOS PARA O BANQUETE.
NESTE TEMPOS EM QUE OS FANTASMAS REINAM, NUM PAÍS AMALDIÇOADO E QUE NOS QUEREM VENDER COM NÍVEIS de  SUCESSO "BUÉS da FIXIS". 

ÓLHO DÉFICE, ÓLHÓ DÉFICI!!!  Sr.CENTENO... 
ÓLHÁ PÁTRIA-ÓLHÁPÁTRIA COSTA!!!
...

– Guerra Junqueiro – Finis Patriae!!! já não há paz, nem no sepulcro… jantaradas… eram padres, de certeza!

– Eusébio – e nem uns tremocinhos…

– Teófilo Braga – Fosse comigo! que descaro, que falta de tradições, que pobreza de lingajar!
– Manuel de Arriaga – Óh homem, você cale-se! não percebe nada de política…
– Teófilo Braga – ah, pois parece que o meu caro amigo é que percebe, não? lá porque foi o primeiro…
– Manuel de Arriaga – bem, pelo menos não fiz cair o meu próprio governo, não é?
– Eusébio – e nem uns tremocinhos…
– Sidónio – Pouco barulho, vós dois! ou corro-vos à chibatada!
[coro dos mortos, excepto Carmona] – óh pascácio, vai pra fila da sopa e cala a matraca! ainda levas mas é um tiros nos cornos…
– Carmona – Cambada de comunistas! óh Sidónio, e mandarmos estes gajos todos pró Tarrafal?
– Humberto Delgado – Tentem! tentem! que aqui ninguém tem medo!!!
– Sophia – Tarrafal? onde fica isso?
– Amála – ai filha, em Espanha é que não fica…
– Sophia – Que quer a Senhora dizer com isso?
– Amália – Ai, Mouraria…
– Sophia – Explique-se, vá!
– Eusébio – e nem uns tremocinhos…
– Amália – Isto aqui é “Uma casa Portuguesa”, não há cá prémios de rainhas estrangeiras… olha a catraia…
– João de Deus – Meninas! vá… vamos pela Cartilha, sim, com brandura…
– Garrett – eu era mais à volta do meu quarto…
– Eusébio – e nem uns tremocinhos…
– Aquilino – e você a dar-lhe com os tremoços! não se pilha mais nada, por estes brejos?
 Sérgio Lira /12 / 11 / 2017 ( In A Estátua de sal)



terça-feira, 7 de novembro de 2017

COMO UMA ANTIGA ESTAÇÃO DE CAMINHO DE FERRO /desativada


POUCA TERRA!
MUITA  TERRA!
POUCA TERRA,,,muuuuita terrraaaaa...


VAMPIROS
LEGIONÁRIOS
COMUNISTAS , SAQUEADORES de CORPOS e PROFESSORES desencantados






AINDA SOBREVIVEM ALGUMAS. Em SANTARÉM, VILA FRANCA DE XIRA, PORTO, VILAR FORMOSO e,,,TODAS AS RESTANTES ou quase todas, ESTARÃO TRANSFORMADAS EM BARES, CASA DE ARRUMOS OU OUTRA PORCARIA QUALQUER. TORNA-SE CLARO MAS NÃO TRANSPARENTE QUE VIVO DE REVIVALISMOS E A DESENTERRAR O PASSADO. TEM UMA EXPLICAÇÃO...

TENHO EM FRENTE O VERDE DAS MONTANHAS LÁ AO LONGE, GRANDE PARCELA DELAS ARDEU nos INCÊNDIOS DE VERÃO e nos ÚLTIMOS EM OUTUBRO.
MAS NÃO É SOBRE ESTE ASSUNTO QUE A MINHA MENTE  ESTÁ FOCADA.

ANTES QUE ME ESQUEÇA(???!!!).

A Web Summoparolice 

ARTIGO DE OPINIÃO DE JOÃO MIGUEL TAVARES, UM DOS MUITOS COMENTADORES DAS NOSSAS TELEVISÕES e JORNAIS.


 AQUI VÃO MAIS DUAS ESTAÇÕES!

 

 

VILAR FORMOSO

SANTARÉM

...OUVE em tempos concursos e despiques entre estações-APRUMADINHAS, com ARBUSTOS MODELADOS e PAINÉIS de azulejos pincelados por MÃO de ARTISTA.Jardins floridos e as linhas imaculadas.

...

SOU APELIDADO do GAJO QUE FALA SOBRE e com METÁFORAS, ESCREVO MUITO E MUITAS das VEZES não me FAÇO ENTENDER.

SOBRE AS FOLHAS DE ORIENTAÇÃO METODOLÓGICA ENTREGUES aos  ALUNOS. ALGUNS têm dificuldade em descodificar tantas mensagens subtilmente disfarçadas em pequenos tópicos e com imagens exemplificativas.  MUITOS  deles (alunos), DESCONFIO, que não as   LÊEM. Deduzo pelas questões, QUE ME PÕEM "EM CIMA DA MESA".

-ACTUALMENTE e com alguma ironia defendo-me com a  FRASE:-VOU EXPLICAR-te COMO SE FOSSES UM MENINO DA TERCEIRA CLASSE...

 

 

 

COMEÇAR de NOVO

COMO SE alguém pudesse trocar a vida por outra vida e  COMEÇAR DE NOVO (!!!)

LEMBREI-ME das ESTAÇÕES, como me PODERIA ter LEMBRADO de todas as  ESTRADAS nacionais  (que nome lindo)HABITADAS pelas bem cuidadas CASAS dos CANTONEIROS. Ou das FLORESTAS com os respectivos  GUARDAS FLORESTAIS , e NOVAMENTE as FRONTEIRAS FECHADAS a SETE CHAVES com os GUARDAS FISCAIS A APRESENTAREM TRABALHO.

-MAS PORQUÊ UMA ESTAÇÃO DE CAMINHO DE FERRO???...

PORQUE é o QUE ME SINTO-UMA ESTAÇÃO DE CAMINHO DE FERRO DESACTIVADA. Irei INVESTIGAR se ESTE TAVARES é FILHO do OUTRO e NETO DO PAI DO OUTRO, só um MOMENTO (1, 2, 3, 4,,, e), AINDA NÃO FOI DESTA MAS PELA BOCA PARECE-ME PARECIDO com o escritor e comentador. (Miguel) 

QUEM QUISER LER AQUI FICA o LINK DO ARTIGO no "PÚBLICO".

É coisa boa que põe a NU a PORCARIA que voga em Portugal, este PORTUGAL pobretanas com pancadas de milionário.

 

https://www.publico.pt/2017/11/07/sociedade/opiniao/a-web-summoparolice-1791529 

 

Definição de voluntário: trabalhar à borla durante 18 horas num evento onde a entrada normal custa 1500 euros.

...não para alimentar um evento hiper-lucrativo, que ainda por cima está hierarquizado de forma feudal: quanto mais caro for o bilhete (há um que custa 24995€, imagino que para pagar o lugar na cama de Paddy Cosgrave), mais perto o feliz proprietário poderá estar do seu herói tecnológico – quem sabe até tocar-lhe no manto, à espera de um milagre digital.

 

...

  FALTA REFERIR que o dito cujo e o SEU BANDO, são dos POUCOS QUE OIÇO COM ATENÇÃO não MUDANDO DE CANAL, ou desligando o aparelho. PORQUE ISTO DAS TELEVISÕES, JÁ SÓ VALE A PENA, QUEM NOS FAZ ESBOÇAR SORRISOS OU NOS ALERTA PARA ESTARMOS DESCONFIADOS e com 1 OLHO NO BURRO e OUTRO no CIGANO.

É VERDADE, LANÇO OS DESAFIOS, PROPONHO que saiam da zona de conforto e ABRAM VÁRIAS PORTAS . A MINHA  PODERÁ FICAR entreaberta, na realidade encontra-se sempre escancarada.

DECIFREM! O + IMPORTANTE está camuflado, reservado ao coração e à INTELIGÊNCIA de quem faz a diferença.

TENHO UMA INVEJAZINHA DE ESTIMAÇÃO POR QUEM EXPÕE BEM E FRONTALMENTE, os ASSUNTOS sem METÁFORAS.

ONTEM EM MAIS UMA REUNIÃO INFORMATIVA SOBRE determinada  TURMA de jovens, PELAS NARRATIVAS constatou-se que estávamos perante uma TURMA DIFÍCIL, SÃO SÓ 11 ALUNOS e 13 professores. O PESSOAL docente ESTÁ "ÁRRASCA "COM A MALTA.

QUANDO CHEGOU A MINHA VEZ DE OPINAR, COMO SEMPRE METI AS MÃOS PELOS PÉS e o CONTRÁRIO TAMBÉM É VERDADE, MAS LÁ DISSE,  com ATITUDE de QUEIXOSO, COMO os DEMAIS. Há muito muito tempo APOSTEI NO CAVALO ERRADO (mentiroso), DEVERIA TER TIDO JUÍZO QUANDO DECIDI ABRAÇAR A PROFISSÃO. COMO SE NÃO HOUVESSE MAIS NADA PARA FAZER E CONSTRUIR.

Como escreve o poeta e bem, o SONHO comanda-nos a VIDA.

APROVEITEI PARA ENVIAR UMAS FARPAS aos MEUS INIMIGOS de ESTIMAÇÃO e MARQUEI TERRITÓRIO. DEMONSTRANDO  UMA VEZ + QUE SOU FRACO ORADOR. 

Depois de sair, MERGULHEI NA REFLEXÃO, e foi nesse MOMENTO QUE tive a certeza que não passo de uma  ESTAÇÃO DE CAMINHO DE FERRO DESACTIVADA. 

ESTOU EM PÂNICO, PORQUE SÓ FALTAM MEIA DÚZIA DE ANOS PARA VOLTAR COSTAS a um TEMPO  (40 ANOS ) DEDICAÇÃO TOTAL (,,,-!)ser PROFESSOR, a ocupação maior e mais NOBRE de todas elas. A mania de nunca me desligar da ficha.  Da OBRIGAÇÃO de PLANIFICAR CADA MOMENTO de UMA FORMA ÚNICA e VEDADA À CÓPIA e virada para a  MULTIPLICAÇÃO DOS PÃES (CÁ ESTÃO as METÁFORAS).

QUANDO erecto e em CÍRCULO , MOVO-ME 360º E NO FINAL DO ARCO-ÍRIS NÃO HÁ NENHUM CALDEIRÃO COM OURO. 

SAÍ ENFRENTANDO a NOITE, ORGULHOSAMENTE SÓ-PENSANDO NOS MEUS e em MUITOS QUE COMIGO ombrearam, e acabaram com outras sortes .

Poucos teriam nos anos 60 ou 70, oportunidades para ingressar na função pública e seguir a via do ENSINO. 

Filho de trabalhador, só se passasse pelo seminário, faculdade estaria fora do raio de acção.

Que ESTRATÉGIAS?

E quem são os culpados de toda esta confusão no ensino da actualidade?

Os alunos de certeza que não.

MAS o que se passa afinal com turmas desta índole? E o QUE FAZER?

É um DESAFIO! Primeira conclusão na noite de lua cheia.

 TRANSFORMAR E APONTAR O CAMINHO A UM GRUPO DE JOVENS DIFÍCEIS, com a certeza que ME PAGAM NO FINAL de tão BRILHANTE TAREFA.

É VERDADE, as ESCOLAS JÁ NÃO CHEIRAM A SONHO,  NÃO CONSIGO IMAGINAR as PAREDES COLORIDAS. A AUSÊNCIA das PARTILHAS DÓI ATÉ à MEDULA. A DISTÂNCIA e a FALTA DAQUELES que com um BRILHO nos OLHOS NARRAVA as MINHAS FAÇANHAS e os "DESESPEROS". TUDO ISSO DÓI, DOEU ONTEM QUANDO na NOITE FRIA SAÍ DAQUELA SALA e PENSEI QUE PODERIA TER FEITO OUTRAS ESCOLHAS, PROCURAR OUTRO LOCAL PARA ASSENTAR ou   OUTRA COISA QUALQUER que o destino tinha guardado para mim.

Mas isto são ÁGUAS PASSADAS e não há lugar a rectificações no CAOS que é uma vida longa.


.

AQUELE CASAL

(Foram  valores imprescindíveis...  nos gestos da minha ESCOLA).

QUE TODOS OS DIAS PALMILHA OS MESMOS CAMINHOS, ombro com ombro, gastando o tempo que resta-ESPERAM um dia após o outro. Quando os observo,,, FAZEM DE MIM PENSAMENTO. JÁ SOMOS TÃO POUCOS os DAQUELE TEMPO. PELA NOITE PENSEI e senti o fogo da desilusão.


A VIDA é só isto, termina desta maneira?

Como ele me disse um dia, num sorriso enrolado. A vida é trabalharmos à bruta, chatices e um dia morres.

...

Os que restam entre paredes aquelas paredes, já não têm paciência ou estão apanhados das pernas.

Será que os jovens possuem   ESPAÇO mental para continuarem a aguentar a ESCOLA do presente? Aquela que não se adaptou.


-ESTÁ (QUASE) TUDO PERDIDO. 

PORQUE JÁ GASTEI a MAIOR "TALHADA"que foi o meu TEMPO.

 

...

 

O LOBO bom FALA.

-LEMBRA-TE QUE ELES AINDA TE ACEITAM.

NÃO ESQUEÇAS QUE  te CONSEGUES REINVENTAR, CONTINUAS com o espaço limpo , o MAIS LIMPO e organizado  de todos eles.

NAS PAREDES EXISTEM MUITAS METÁFORAS QUE SE TRANSFORMAM em SÍMBOLOS, uns ENTENDEM, OUTROS NÃO. MAS,,, TU FAZES a tua PARTE, és PÉSSIMO ORADOR mas FALAS MUITO BEM com as imagens, elas valem pelas   PALAVRAS "malditas" ou nunca articuladas.

E não será altura de te ires desligando?

Eu (!!já) com as unhas de fora.

NADA do QUE DIZES ME ACALMA ESTA CERTEZA de ASSUMIDAMENTE PARECER UMA ESTAÇÃO DE CAMINHOS DE FERRO DESACTIVADA. UMA ESTAÇÃO DE ONDE ROUBARAM QUASE TODOS OS AZULEJOS DOS PAINÉIS PINTADOS COM TINTA AZUL ,  CÓDIGO- AZUL CLÁSSICO-ÓXIDO DE COBALTO OU D28.

E onde já não nascem ROSAS

  ...

1500 EUR?

24995 EUR?? 

As entradas para o EVENTO DIGITAL que põe este PAÍS no topo do MUNDO, com as florestas negras sem VIDA,,, varridas para baixo do tapete. 

A poluição das ÁGUAS e do ar que respiramos. 

ALUNOS "IMPOSSÍVEIS" DE ATURAR?

  Mas não é a nossa função estar lá?! Que volte a autoridade do Professor no ESPAÇO ESCOLAR-autoridade repito. E SABEDORIA em se REINVENTAREM ano após ano. GERAÇÃO após GERAÇÃO.

E que renasça das cinzas o AMOR pela profissão e pelo PRÓXIMO.

 

 Estado BANDIDO parte II-os mesmos do costume a cometerem  ERROS idênticos.

Mas, os sorrisos, o optimismo e os discursos continuam no lugar mais alto da soberania.

 

 “A polícia tentou levar o corpo da minha mãe como se ela fosse um animal”  dentro de um saco.



Filhos de vítima do surto de legionella relatam interrupção do velório da mãe. Hospital de Santa Maria terá libertado corpo sem autorização do Ministério Público.

2

Do TÚNEL dos TEMPOS


Jerónimo defende socialismo, a revolução russa e o PCP como partido que “faz acontecer”


7

O líder comunista reclamou para o PCP o papel do partido que "faz acontecer" em Portugal para "derrotar e travar a brutal ofensiva" do PSD/CDS, "mantendo no horizonte o objectivo do socialismo". 

E aos que diziam que, “com o fim do socialismo na URSS” e decretaram “o fim do comunismo”, o secretário-geral comunista respondeu: “O PCP continua de pé, a viver e a lutar, não apenas resistindo, mas fazendo acontecer, mantendo no horizonte sempre e sempre o objetivo do socialismo.”
COMUNISMO 100 Milhões de MORTOS? 40 MILHÕES? 30 MILHÕES???


Holodomor, ou Grande Fome de 1932-1933, atingiu grandes territórios cerealíferos da União Soviética. As estimativas sobre números de vítimas variam: de 7 até 8 milhões mortos, deles 3,5 na Ucrânia, 2 no Cazaquistão e Quirguistão e 2-2,5 milhões na República Socialista Federativa Soviética da Rússia.


A lei ucraniana considera a Grande Fome como "genocídio do povo ucraniano". A Rússia chama as ações de Kiev de tentativa de "politizar a história" e semear a discórdia entre os povos irmãos da Rússia e Ucrânia.
... 

AINDA SOU DO TEMPO EM QUE TODAS as ESTAÇÕES TINHAM  JARDINS e azulejos azuis, as ESTRADAS, CASAS de CANTONEIROS e os GUARDAS FLORESTAIS VIVIAM com as FAMÍLIAS no coração das FLORESTAS USANDO um CANIVETE PENDURADO da CORREIA QUE TRAZIAM À CINTURA.

 

Num PAÍS POBRETANA, que continua miserável com tiques de BURGUÊS.


 QUE PRIVILEGIADO e SORTUDO !! FILHO do pedreiro João e de Maria que não a Santa.

 QUE SORTE TIVESTE RAPAZ,,, ainda estás vivo e com manias de REVOLUCIONÁRIO.

2017, é mesmo um ano para rasgar e deitar fora.

 


quarta-feira, 1 de novembro de 2017

A última IDADE -CORRENDO entre as PINGAS da chuva para não molhar a FARPELA





REAL




CREE quem são ELES

Cree ou Cri[1] é um povo indígena da América do Norte, que habitava desde as montanhas Rochosas até o oceano Atlântico, tanto nos Estados Unidos da América quanto no Canadá. Hoje constitui o maior grupo indígena do Canadá, com uma população superior a 200 mil membros.
A língua cree era a mais falada na América do Norte, sendo que nos dias de hoje nem todos os Crees a falam fluentemente.



Há um mito indígena da tribo dos Cree, (atual Canadá) que retrata bem a realidade atual, e parece estar se cumprindo.
Havia uma velhinha, chamada "Olhos de Fogo", que profetizou que um dia, por causa da ambição dos homens brancos (ou Yo-ne-gis), chegaria uma época em que os peixes morreriam nos rios, os pássaros cairiam do ar, as águas estariam escurecidas e as árvores não mais existiriam. A humanidade, como a conhecemos, teria cessado de existir.
Chegado a época em que os guardiões das lendas, Histórias, rituais das culturas e mitos, e todos os costumes dos povos tribais ancestrais seriam necessários para nos restaurar a VIDA. Eles seriam a chave para a sobrevivência da humanidade. Eles seriam os "Guerreiros do Arco-Íris". CHEGOU um tempo de despertar quando todos os povos de todas as tribos iriam formar um novo mundo de Justiça, Paz, Liberdade e reconhecimento do Grande Espírito.
Os "Guerreiros do Arco-Íris iriam espalhar estas mensagens e ensinar a todos os povos da Terra (Elohi)". Eles iriam ensinar ao mundo como viver o "Caminho do Grande Espírito". Eles iriam dizer como o mundo de hoje se voltou para longe do "Grande Espírito" e que teria sido por isso que a Terra está doente.

“Quando a última árvore for cortada, quando o último rio for poluído, quando o último peixe for pescado, aí sim eles verão que dinheiro não se come…”






FICÇÃO

ou
REALIDADE
(???!!!)


REALIDADE! ou FICÇÃO


 EM DEFESA DE  DUSTIN
CONVERSA CLÍTORIANA 




PAPILLON
KRAMER CONTRA KRAMER
O PEQUENO GRANDE HOMEM
COWBOY DA MEIA NOITE
ENCONTRO DE IRMÃOS

ENTRE MUITOS OUTROS...FIZERAM DELE UM DOS MAIORES ACTORES DE SEMPRE.
 E não tem cara de quem precise de pedir.



-Por favor-venda-me aí 1Kg de lábios vaginais.E 3 Kg de clítoris para o meu cão.

...
ACTUALMENTE, TODOS OS DIAS AO ACORDARMOS, presenteiam-nos com NOTÍCIAS DE ASSÉDIO QUE REMONTAM há 20, 30 ou lá MAIS PARA LONGE nas franjas do IMPÉRIO ROMANO.




... (aconteceu na VIA ÁPPIA há cerca de 2000 anos antes de Jesus Cristo. O GENEROSO cidadão Romano Petrõnio molestou fisicamente a respeitosa  cidadã Venía que é esposa do cidadão Marcus Favonius Facilis - fiel ao Imperador Cesarino. 
É também  avó de Jano, cupido, Rurina e Moneta. Prima de Juno e Irmã adoptiva de Cláudio. Depois de ser molestada (fisicamente)-agradeceu ao seu violador por tamanha dádiva, já que o seu marido estando ausente há cerca de 10 anos  numa expedição (dando e levando bordoadas)  na Gália, a senhora encontrava-se mergulhada numa terrível depressão. 
Tentámos entrar em contacto  com os intervenientes de todo este embaraço e atentado ao pudor , mas, informaram-nos que estão em parte incerta. Ficaremos a aguardar melhor oportunidade para podermos pôr ao corrente todos os leitores, caros tele-espectadores e INTERNAUTAS (,,,!!)  do que na realidade aconteceu . inteirá-los  de tão importante acontecimento)
Inesperadamente e em primeira mão 
 (...não estando previsto) conseguimos ter acesso a uma imagem captada pelo tlm de um transeunte que passava no momento em que estava a acontecer tamanho acto de solidariedade, num dos pestilentos recantos da VIA ÁPPIA.



Poderemos também constatar pelo instantâneo-o grande sofrimento que transparece do rosto da vítima. 
Pela posição do corpo, temos a noção da dor insuportável que sentiu entre pernas, a Cortesã VENIA. É clara a necessidade de recorrer a uma máscara de oxigénio,que agarra energicamente com a mão direita).


Observando com atenção a referida imagem.Deduzimos que estamos perante o primeiro caso de HERMAFRODITISMO  conhecido na ANTIGUIDADE.
...

DESTA VEZ FOI DUSTIN, PORQUE FALOU há muito muito tempo em CLÍTORIS OU APALPOU AS NÁDEGAS A UMA JOVEM BONITA COM ASPIRAÇÕES A ESTRELA.
JÁ ENJOA O ASSUNTO-E COMEÇO A TER PENA DAS MULHERES-INDEFESAS,,, AS SENHORAS na ACTUALIDADE, VÍTIMAS da monstruosidade dos homens. 
Verifico diariamente que andam muito DISTRAÍDAS com o NARIZ NOS TLM, desta forma, não CONSEGUEM RIPOSTAR A TANTA VIOLÊNCIA SOBRE a sua dignidade. 





GAIVOTAS e ABUTRES

LÁ PARA OS LADOS DO MONTE DE VÉNUS, EXISTEM  ORGANISMOS DE UTILIDADE PÚBLICA, e privada,  alguns nossos  "FAMILIARES", em que a olhos vistos assistimos a atentados desta natureza, mas ao contrário, fruto da interacção entre quem aspira à protecção do poder e este mesmo poder meloso e necessitado de apoio para se manter na liderança.
 
SÃO ELAS EM GRUPO , TAIS GAIVOTAS a ASSEDIAREM os ABUTRES.
 Estes senhores mandantes , não SABEM ONDE SE ESCONDER COM TANTOS CLÍTORIS A PERSEGUI-LOS.
DEVERÃO chegar cansados e apavorados ao final do dia.

 Até ao momento, ainda não foi formalizada nenhuma queixa às autoridades, talvez por vergonha da parte de tão estimados senhores, nossos representantes e respeitosos cidadãos.
...
 DUSTIN!!! ESTÁS PERDOADO, não TENS CARA DE PEDÓFILO ou de  VIOLADOR, TU BEM QUERIAS SALTAR PARA CIMA DA BOAZONA  Faye Dunaway, DESCULPA, ELA é QUE QUERIA SUFOCAR-TE COM AQUELE MONSTRUOSO e BELO CORPO de loira inteligente. 




TU foste SIMPLESMENTE UM PEQUENO GRANDE HOMEM e FUGISTE a PASSOS LARGOS. 
Escolheste uma vida nómada e o calor ameno de uma ÍNDIA "gorduxa" e chata.



FALA sobre, e acaricia  à VONTADINHA tão sagrado LUGAR CLÍTORIANO.  O "centro" do ENCANTO FEMININO, o PRAZER QUE o DIABO LHES DEUS, PORQUE DEUS NÃO se METE NESTAS COISAS de SEXO-É REPUGNANTE e NINGUÉM GOSTA SÓ as CIGARRAS que QUANDO SATISFEITAS  COMEM o PARCEIRO.
ESTÁS DESCULPADO PARA SEMPRE QUERIDO DUSTIN. 
E CONTINUA no apalpanço , PORQUE NÃO violentas ninguém. SÓ FICAM UM POUCO MAIS POLIDAS e FIRMES...AS NÁDEGAS.
DESSAS MULHERAÇAS dos States , aspirantes a estrelas. 



E não tens que pedir desculpa...eternamente GRATOS pelo teu desempenho.