LOBOS

Sou, na verdade, o Lobo da Estepe, como me digo tantas vezes – aquele animal extraviado que não encontra abrigo nem na alegria nem alimento num mundo que lhe é estranho e incompreensível

Herman Hesse

domingo, 14 de maio de 2017

O IMPROVÁVEL, mas, SOBRAL MIÚDO da BICA



O ANTI HERÓI


Não 
é do meu estilo, reagir às vitórias empolgantes, do que  nos direcciona  para a grande  EUFORIA das multidões.
...




  mas 
    Como já tinha acontecido pelo EURO no futebol e me              passou    AO   lado e no concurso das    CANÇÕES cÁ´do "BURGO...  

   
..DESTA decidi-me.E!!

Ninguém ou muito pouca gente dava nada por SALVADOR incluindo eu.  Estamos habituados  ao conformismo e aos produtos descartáveis, substituídos por outros mais descartáveis ainda. Aos corpos ao LÉU e a muitos gritos e gestos de sereias, rapaziada empinocada, imitações do que está na moda.
Porque me interessa este fenómeno »»?! 
No caso do concurso de ontem, pela sensação nunca provável de ver a sequência regular  de votações, em PORTUGAL, nunca em tempo algum vimos PORTUGAL no cimo das preferências e a regularidade de 10 e 12 pontos só para os peixes graúdos, INGLATERRA, IRLANDA com o baladeiro Johnny Logan, ISRAEL , Espanha Salomé, alemanha, suécia ABBA  . Como estivemos sempre habituados nas últimas décadas onde  os PAÍSES de LESTE dominaram  e nos TEMPOS VELHOS, os anglo-saxónicos e um numero diminuto que lá se iam infiltrando nas tabelas de votação. 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Vencedores_do_Festival_Eurovis%C3%A3o_da_Can%C3%A7%C3%A3o 


Voltando muitas décadas atrás, motivou-me a escrever este aglomerado de frases, simbólicas. Sou da geração, do roer das unhas perante o infortúnio de nos prepararem, (-DESTA é que é!,,), o Paulo a TÓLHA, a Simone ou o CARLOS, cantam muito bem...e o resultado foi sempre o mesmo, no fundo da lista. 
 E lá vinha de seguida a mania da perseguição, as queixas do costume (- É a língua, não atinam com o PORTUGUÊS...). 
Foi assim nas canções, no FUTEBOL e menos no HÓQUEI em PATINS. Onde tivemos algumas alegrias,,,e  chegadas triunfais destes "DEUSES" a Santa Apolónia.
Nesses tempos viviam-se estes eventos como  RITUAIS SAGRADOS. É por esse sentimento e pelas pessoas que nos faziam companhia  (todas desaparecidas), que estou a falar em cima do triunfo do ANTI-HERÓI, SALVADOR...esta parte também digna de nota, o rapazito  muitas vezes e ultimamente, entrevistado com "diálogo ingénuo" como só os puros e os verdadeiros artistas o sabem fazer ,,,naturalmente. 
Destacando e cruzando a sua inabilidade de namorado certinho, com atitudes de miúdo rebelde,,, quase todas, fora de contexto das lides intelectuais. 
O DISCURSO mudou definitivamente a partir do momento em que a opinião pública se virou para este nova personagem. Ávidos todos da procura de novas "montras" para venda do produto. Mas este tem mesmo talento...de sobra.
  GANHOU CÁ e LÁ- um "gajo" improvável,  que nunca tinha ganho nada, que  tem uma imagem de anti vedeta, zero de curriculum, e zero de agentes da máfia cultural ou outros (..até aqui), é SIMPLESMENTE POVO, povo CULTO  e brincalhão. SOBRAL, leva na boa tudo o que faz, e os êxitos recentes que teve. Delega numa troca de olhares com a sua irmã, as dúvidas e as questões mais complexas. Trata a língua INGLESA por TU.  E conseguiu um feito histórico na música  PORTUGUESA, com o mesmo tipo  musical, que nos está  a abarrotar a consciência e os ouvidos- a dos anda comigo ver os aviões ou os ZAMBUJOS sonolentos,,,o MEL está na moda e lá vamos nós como carneiros a consumir o produto...pegou e está para durar, ainda bem para estas classes da cantoria trovadoresca, aproveitar até que estejamos todos cansados. E divulgarem o que é PORTUGUÊS, MAS...
 
MAS
   Salvador, acrescentou algo muito simples a esta receita melosa. A sua pureza, o seu "amadorismo" e aqueles gestos de quem se deixa adormecer sobre uma nuvem, deixando cá em baixo, o ruído da confusão. E as multidões malandras.
SOBRAL cantou poesia com ARTE e deixou-nos uma subtil mensagem a mais importante. Os DEUSES meteram o dedo cá no rectângulo da BEIRA-MAR plantado. Chegou o TEMPO dos ANTI-HERÓIS, espero... porque esta 

PÔRRA ...

está quase a rebentar pelas costuras, de tanto optimismo das festas da "MONARQUIA DOMINANTE"e do desgaste mental, do turismo de massas por tudo quanto é lugar.Portugal está mesmo na MODA e é de aproveitar, porém nunca esquecer a FÁBULA da galinha dos OVOS de OURO.



Salvador e a família, "ARRUMARAM" por momentos a MERCEARIA. Daquelas antigas a cheirar ao açúcar amarelo e às tripas da enchedura. 
Será que se fragmentou num abismo de mudança a música batida dos festivais? Para uns novos tempos??...certeza é que a receita para o próximo ano irá ser RE-UTILIZADA por outros, mas MUDANÇA?? Não me parece, A máquina infernal  do capitalismo de massas também na música não deixará entrar novos ares, Só se for para os "ESMIFRAR" até ao tutano, e Salvador não aguenta muito esforço, é só uma pessoa...que irá ser condecorada pelo nosso mais que tudo e brincará numa de gozo, com as notas de EUROS (e as medalhas ao peito), que lhe taparão o corpo por completo, O tipo culto  e puro que nunca tinha ganho nada, e teve ontem o JUSTO MOMENTO de GLÓRIA. Porque simplesmente ousou a  pisar a "lama" de sandálias calçadas, Como JESUS o SALVADOR, pontapeando as bancadas dos vendilhões do TEMPLO. Também sabe o rapaz que tudo é efémero. 

OBRIGADO SALVADOR!!




OBRIGADO SALVADOR!!Do AMOR.



DA PÁTRIA, e da HISTÓRIA PORTUGUESA...